Letrista, Poeta, Roteirista, Escritor e demasiadamente humano.

Pé na estrada



Venha! Não me pergunte para aonde vamos.
Não temas, essa minha tardia alegria.
Me deixe mostrar, do que sou capaz.
Meu sorriso hoje não cabe num "smile".
O horizonte nos espera na verticalidade da [in] noção.
Hoje as nuvens se verão num inferno, com nossa distração.
Sente em minha garupa e sinta o vento nos perfurar.
Agora não importa o que somos ou o que temos.
Porque agora, somos o que fazemos...
Parte do vento.